2004: Acuris. Aparelhos auditivos que se comunicam

Aparelhos auditivos convencionais usados em ambos as orelhas funcionam de maneira independente em relação ao outro. Isso significa que pode haver um atraso no sinal de processamento que dificulta o usuário de ouvir com a sensação de espaço. Buscando uma solução para esse problema, a Siemens desenvolveu um aparelho auditivo com o menor dispositivo sem fio do mundo. Com os aparelhos auditivos Acuris, ambos os lados trocam constantemente uma grande quantidade de informações e se ajustam a qualquer situação auditiva, em sincronia um com o outro. Um time de pesquisadores da Universidade de Oldenburg e da Siemens receberam o prestigioso Deutscher Zukunftspreis (Prêmio Federal do Presidente Alemão por Inovação em Ciência e Tecnologia) em 2012 por seu trabalho pioneiro nesses aparelhos.

Acuris_2004_640x480px

Portfólio de aparelhos Acuris 

Pessoas com pouca audição em ambos os lados deveriam utilizar aparelhos auditivos em cada orelha; dessa maneira o cérebro pode processar informações do seu ambiente cuidadosamente e ser capaz de localizar a fonte dos sons mais facilmente. Essa habilidade também é incrivelmente importante em termos de segurança pessoal: Para ser capaz de reagir apropriadamente em uma rodovia, nós temos que ser capazes de distinguir a direção que os outros que trafegam na rodovia estão passando por nós.

A Siemens lançou seu aparelho auditivo Acuris em 2004 como o primeiro aparelho auditivo onde o lado direito e esquerdo permaneciam sincronizados entre si sem fios de uma forma contínua. Os aparelhos analisavam a situação e trocavam informações constantemente para alcançar a configuração perfeita em harmonia com o outro. Isso permitia que o cérebro fosse alimentado com a informação necessária para ambas as orelhas. Pessoas com perda auditiva em ambos os lados tinham agora a sensação de determinar a fonte de áudio totalmente restaurada, enquanto também se beneficiavam com o aumento da qualidade sonora e melhora na direcionalidade auditiva. Isso era possível por causa da tecnologia de rádio sem fio e2e (ear-to-ear) – o menor sistema wireless no mundo, desenvolvido pela Siemens.

A conexão sem fio também ajudou com a operação do aparelho. Nos aparelhos auditivos mais antigos, os programas e volume tinham que ser escolhidos separadamente para cada lado, mas desde o lançamento dos aparelhos auditivos Acuris, um simples ajuste em um dos aparelhos já é o suficiente para ambos. Para os modelos ITE (aparelhos usados diretamente no canal auditivo) do Acuris, isso significava que o controle de volume e botão de programas podia ser instalado separadamente, um em cada lado. Isso economizou espaço, um desenvolvimento que agradou bastante os engenheiros, assim como a tecnologia wireless representava um novo desafio: além dos componentes convencionais, uma antena e todos os componentes de rádio também tiveram que caber dentro da concha do aparelho. Para essa tecnologia de aparelho auditivo binaural, o presidente alemão Joachim Gauck presenteou o time de pesquisadores da universidade de Oldenburg e os engenheiros da Siemens Audiology Solutions com o prestigioso Deutscher Zukunftspreis – o prêmio alemão de maior expressão em termos de tecnologia e inovação – em 2012.