X

Porque cada vez mais jovens adultos estão perdendo a audição?

A perda auditiva é frequentemente associada a pessoas idosas. Muitos supõem que a dificuldade em ouvir é apenas um dos efeitos do processo de envelhecimento e que isso não acontecerá até que estejam muito mais velhos. No entanto, a ideia de que a perda auditiva afeta apenas seus avós é um mito. Acontece com os jovens também, e o número de crianças e jovens adultos com perda auditiva cresceu consideravelmente nos últimos anos.

As causas da perda auditiva em jovens adultos

Estima-se que aproximadamente 1 a cada 5 adolescentes hoje tenham algum tipo de perda auditiva – um crescimento desconcertante de quase 30% se comparado aos anos 90. Infelizmente, esse número provavelmente continuará a crescer. A Organização Mundial da Saúde (OMS) sugere que 1,1 bilhão de pessoas entre 12 e 35 anos estão sob risco de desenvolver perda auditiva.

Então, por que tantos jovens adultos correm o risco de perder a audição? Embora existam inúmeras causas de perda auditiva, como genética ou efeitos colaterais de doenças, o principal culpado é a perda auditiva induzida por ruído. Em particular, é devido ao uso excessivo de fones de ouvido que estão perpetuamente na cabeça de inúmeros jovens de hoje.

Apesar de todos os avisos sobre ouvir música alta, muitos negligenciam essas lições de advertência. Ao mesmo tempo, os fones de ouvido não são os únicos culpados. Ir a shows e bares barulhentos ou tocar em uma banda também pode causar danos. Não importa a situação, a exposição excessiva à música alta por períodos prolongados certamente cobra seu preço, levando ao impressionante número de adolescentes e jovens adultos que já apresentam sinais de perda auditiva.

A obesidade é outra condição de saúde em ascensão entre os jovens adultos, e um estudo da Universidade de Columbia encontrou uma ligação entre os dois. A perda auditiva foi encontrada em 15,16% dos adolescentes obesos, em comparação com apenas 7,89% de seus pares não obesos.

Como proteger sua audição

Um estudo da OMS descobriu que 60% da perda auditiva infantil é evitável. A chave é limitar as situações em que a audição é comprometida. Uma boa estratégia é a regra dos 60/60: quando ouvir música através de fones de ouvido, mantenha o volume em 60% do seu volume máximo, por apenas 60 minutos por dia. Outras estratégias incluem proteção auditiva quando em shows e em outros ambientes barulhentos.

Enquanto isso, a conexão entre perda auditiva e obesidade sugere que manter um estilo de vida saudável em geral pode ajudar a proteger sua saúde auditiva. Incentive as crianças e adolescentes a permanecerem ativos e a fazerem escolhas alimentares nutritivas.

E claro, qualquer estratégia de prevenção deve incluir testes auditivos regulares. Um fonoaudiólogo pode diagnosticar a gravidade de qualquer perda auditiva e recomendar o tipo certo de aparelhos auditivos ou outras opções de tratamento. Em qualquer caso, como a perda auditiva continua a afetar a geração mais jovem, agora é a hora de agir para proteger sua própria audição.